Edição 205 - Perfil de Resistência a Antimicrobianos em Urinoculturas Positivas em um Laboratório de Fortaleza/CE

Oliveira, S. M. de

Cunha, F. A.

Cunha, M. da C. dos S. O.

Menezes, E. A.

Patrício, M. I. A.

Maciel, M. do C. A.

 

 

Resumo

As Infecções do Trato Urinário (ITU) estão entre as doenças infecciosas mais comuns na prática clínica, particularmente em crianças e mulheres, sendo apenas menos frequentes que as do trato respiratório. A urinocultura é uma metodologia importante para investigação microbiológica de suspeita de infecção urinária, onde podemos diferenciar as bacteriúrias como sintomáticas e assintomáticas. No presente trabalho, foi proposta a determinação da frequência de bactérias em urinoculturas positivas em Fortaleza/CE. As amostras em que foi realizado o trabalho foram obtidas em um laboratório na cidade de Fortaleza, no período de janeiro de 2006 a julho de 2007. Foi determinado o perfil de susceptibilidade aos antimicrobianos de cada uma delas. Após extensa análise dos dados, foi possível traçar um perfil de resistência de antimicrobianos utilizados em infecções do trato urinário. A Escherichia coli foi a bactéria mais encontrada, confirmando dados da literatura. A bactéria mais resistente aos antimicrobianos estudados foi a Eschericha coli. E dentre as classes de antimicrobianos os mais resistentes foram os aminoglicosídeos e as sulfonamidas.

Palavras-Chave: Urinoculturas, Resistência e Antimicrobianos.

 

Summary

The urinary tract infections (UTI) are among the most common infectious diseases in clinical practice, particularly in children and women, of whom less frequent than the respiratory tract. The urine culture is an important methodology for microbiological investigation of suspected urinary tract infection, which can differentiate between symptomatic and asymptomatic bacteriuria as. Was proposed in this work to determine the frequency of bacteria in urine cultures positive in Fortaleza - Ceará. Samples in which the work was done were obtained in a laboratory in the city of Fortaleza - Ceará from January 2006 to July 2007. Were tested for antimicrobial susceptibility of each. After extensive analysis of the data it was possible to draw a profile of resistance to antimicrobials used in urinary tract infections. The bacterium Escherichia coli was the most frequently found, confirming findings. And the bacteria more resistant to antibiotics studied was Eschericha coli. And among the classes of antimicrobials were the toughest aminoglycosides and sulfonamides.

Key Words: Culture Urine, Resistent, Antimicrobials.

 

Endereço para correspondência

Prof. Everardo Albuquerque Menezes

e-mail: menezes@ufc.br

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)