Edição 219 - Avaliação Bacteriológica de Alguns Componentes Sanguíneos Destinados à Doação

Andrade, C. G.

Vieira, L. P.

Ribeiro, L. C.

Andrade, N.

Serrano, E.

Benedetti Filho, M. A. 

Martins, C. H. G.

 

Resumo

A contaminação bacteriana em componentes sanguíneos é uma das mais antigas complicações reconhecidas na medicina e é a responsável por causar uma grave reação transfusional. O objetivo desta pesquisa foi avaliar uma possível contaminação bacteriana em componentes sanguíneos e em bolsas de coleta de sangue. Foram analisados 280 componentes sanguíneos e quatro bolsas de coleta de sangue de lotes diferentes, de um núcleo de Hemoterapia do interior do estado de São Paulo. As amostras foram submetidas ao processo de hemocultura convencional e incubadas por sete dias a 28ºC e 37ºC, sendo inspecionadas diariamente para verificar uma possível turvação. Ao final do sétimo dia, todas as amostras foram observadas em esfregaços corados pelo método de Gram e semeadas em ágar chocolate; estas foram incubadas durante 48 horas a 37ºC e 28ºC em microaerofilia e aerobiose, respectivamente. Os resultados demonstraram que do total das amostras analisadas houve crescimento bacteriano em 5% das amostras de sangue total recém-coletadas (40), sendo identificadas as espécies: Lactococcus lactis (2,5%) e Escherichia vulneris (2,5%). Não houve crescimento bacteriano nas bolsas de coleta. Concluímos que a presença destas bactérias no sangue doado, podem se tornar potencialmente patogênicas a pacientes imunossuprimidos que necessitam de transfusão.

Palavras-Chave: Contaminação Bacteriana, Transfusão, Hemocomponentes.

 

Summary

Bacterial contamination of blood components is one of the oldest recognized complications in medicine and is responsible for severe transfusion reactions. The objective of this study was to evaluate possible bacterial contamination of blood components and blood bags. A total of 280 blood components and four blood bags of different batches obtained from a Hemotherapy Center in the state of São Paulo were analyzed. Conventional blood culture was performed and the samples were incubated for 7 days at 28ºC and 37ºC and inspected daily for turbidity. At the end of this period, Gram-stained smears were prepared from all samples and examined. The samples were seeded onto chocolate agar and incubated for 48 hat 37ºC and 28ºC under microaerophilic and aerobic conditions, respectively. Bacterial growth was observed in 5% (n = 40) of freshly collected whole blood samples. The species identified were Lactococcus lactis (2.5%) and Escherichia vulneris (2.5%). No bacterial growth was observed in the blood bags. In conclusion, the bacteria found in donor blood can become potentially pathogenic in immunosuppressed patients who need transfusion.

Key Words: Bacterial Contamination, Transfusion, Blood Components.

 

Endereço para correspondência

Prof. Carlos Henrique G. Martins

e-mail: carlos.martins@unifran.edu.br

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)