Edição 216 - Levantamento de Infecções por Parasitas Gastrointestinais

Afonso, P. 

Silva, V. S.

Takeda, G. K. F.

 

 

Resumo

 

As infecções por parasitas intestinais são um grave problema de saúde pública no mundo e, em especial, em países em desenvolvimento como o Brasil. São bastante frequentes em crianças em idade escolar, influenciando no crescimento e no desenvolvimento intelectual. Os dados sobre a real situação de enteroparasitoses são escassos e os levantamentos epidemiológicos são importantes não apenas para o monitoramento como em ações em medicina preventiva. O presente estudo avaliou presença de parasitos intestinais em uma creche da periferia da cidade de São Paulo. Foram analisadas 21 amostras de fezes, sendo 16 de crianças com idade média de três anos, e cinco de adultos, funcionários da creche. O método utilizado foi o coproplus®. Do total de amostras analisadas, em 17(81%) foram constatadas somente espécies de protozoários intestinais, sendo que em 8(47%) apresentavam mais de uma espécie de parasito. A frequência dos parasitos encontrados foram: Blastocystis hominis (53%), Endolimax nana (35%), Giardia duodenalis (23%), Cryptosporidium parvum (12%), Chilomastix mesnili (12%) e Entamoeba coli (6%) das amostras analisadas. Diante desses resultados, é possível concluir que foi elevada a incidência de parasitos intestinais encontrados neste levantamento, contrastando com dados obtidos em outros estudos no estado de São Paulo.

Palavras-Chave: Parasitoses Intestinais; Epidemiologia; Prevalência; Helmintíases; Protozooses; Creche.

 

Summary

Intestinal parasites infections are a serious public health problem in the world and, in particular, in developing countries like Brazil. They are quite frequent in school-aged children influencing on growth and intellectual development. The data about the real situation of enteroparasitosis are scarce and epidemiological surveys are important not only for monitoring as in actions in preventive medicine. The present study evaluated the presence of intestinal parasites in a day care child center on the outskirts of the city of São Paulo. 21 stool samples were analyzed, being 16 children with an average age of 3 years, and 5 adults, daycare staff. The method used was the coproplus®. Of the total samples analyzed in 17 (81%) was established some kind of intestinal parasite Protozoan species only, and in 8 (47%) had more than one species of parasite. The frequency of the parasites found were: Blastocystis hominis (53%), Endolimax nana (35%), Giardia duodenalis (23%), Cryptosporidium parvum (12%), Chilomastix mesnili (12%) and Entamoeba coli (6%) of the analysed samples. On these results, it can be concluded that was elevated the incidence of intestinal parasites found in this survey, in contrast to data obtained in others studies in the State of São Paulo in Brazil.

Key Words: Intestinal Parasitosis; Epidemiology; Prevalence; Helminthiasis; Protozoosis; Child Day-care Center.

 

Endereço para correspondência

Priscilla Afonso

e-mail: priscillaafonsoo@gmail.com

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)