Edição 209 - Impacto da Tecnologia da Informação no Laboratório Clínico na Segurança do Paciente

Meira, C.

Góis, R.

 

Resumo

É impossível dissociar tecnologia da informação para alcançar boa governança no que tange a segurança da informação, principalmente em sistemas voltados para cadastro, análise e disponibilização de resultados de exames de análises clínicas. A tecnologia da informação tem como foco auxiliar na diminuição de erros, procurando apoiar cada usuário nas suas atividades desde a fase pré-analítica, passando pela fase analítica até a pós-analítica. Erros muito comuns e conhecidos podem ser mitigados de forma muito assertiva por meio de um planejamento minucioso na implantação de um sistema e dos processos que serão integralizados a tal sistema. É importante ressaltar que a tecnologia da informação é um apoio praticamente essencial aos laboratórios, oferecendo maior segurança aos processos, rastreabilidade para investigação de problemas e aumentam a produtividade dos profissionais.

Palavras-Chave: Segurança do Paciente, Sistema de Informática, Análises Clínicas.

 

Summary

It is impossible to separate information technology to achieve good governance with respect to security information, especially in systems facing records, analysis and providing results of clinical tests to patients. The information technology focuses in diminishing errors, trying to support the users in there activities from the pre analytical, analytical and post analytical phase.  Very common and known errors can be mitigated very assertively by carefully planning the implementation of a system (LIS) and processes that will be integrated in such a system. It is important to highlight that information technology is an essential support for laboratories, offering more security to the processes, traceability to investigate problems and enhances professional productivity.

Key Words: Patient Security, Clinical Analysis, LIS.

 

Endereço para correspondência

Claudia Meira

e-mail: claudia.meira@formatoclinico.com.br

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)