Edição 239 - SHORT COMMUNICATION - Golden Circle: um aprendizado inovador e colaborativo para a gestão de processos técnicos em análises clínicas

Sanches, L. M.
Minatel, M. G.
Pinho, R. S.
Vargas, P. I. M.
Fernandes, V. T. R.
Almeida, F. C.
Silva, F.H.
Guimarães, G. S.
Rizzatti, E. G.

A cada dia as organizações precisam de mais e melhores ferramentas que auxiliem na coleta, organização, monitoramento e compartilhamento de informações. Esse processo deve ocorrer de forma rápida e estratégica, oferecendo suporte para análises e para a tomada de decisão(1). Nesse contexto, a possibilidade de transformar uma grande quantidade de dados brutos em informação pode resultar em um extenso portfólio de indicadores – o que, por sua vez, pode ampliar bastante a complexidade de gestão. Dessa forma, é essencial que se revisite periodicamente o portfólio de indicadores e a sua pertinência, buscando sempre um equilíbrio entre ‘dados’ e ‘ações’. No Setor de Análises Clínicas do Grupo Fleury (AC), a equipe de Quality Intelligence (QI), composta pelos setores de Gestão de Operações Técnicas (GOT) e Controle de Qualidade Técnica e de Processos (CQTP), é responsável pelos indicadores e relatórios gerenciais da rotina laboratorial. Devido aos dados providos por esses indicadores serem essenciais para a mensuração e para a análise da performance operacional, existe uma grande preocupação da área em garantir que este portfólio agregue valor à tomada de decisão e à melhoria contínua de processos nos setores técnicos(1).

Contato:
Grupo Gestão de Operações Técnicas
e-mail: gestao.operacoes@grupofleury.com.br

(Veja esse artigo completo na íntegra na revista LAES&HAES)