Edição 238 - Isolamento fúngico dos condicionadores de ar do bloco H-área IV, PUC - Goiás

Silva, Aline Steffany de Oliveira e
Paula, Nágila Martins Cardoso de
Maia, Débora Lemos Maldi

RESUMO

Reconhece-se que a qualidade do ar no interior dos ambientes (escolas, empresas, residências, hospitais, entre outros) podem ser mais importantes do que a qualidade do ar exterior, haja vista que as pessoas permanecem a maior parte do seu tempo nestes locais. A população que compõe tais ambientes contribui consideravelmente com a poluição interna, através da transpiração, respiração, bem como pelo transporte de microrganismos patogênicos. A limpeza inadequada dos filtros e dutos de ar propicia o crescimento desses patógenos, elevando o risco de desenvolvimento de doenças respiratórias, infecciosas e alérgicas. O presente estudo teve como objetivo avaliar a qualidade do ar emitido pelos condicionadores de ar do Bloco H, área IV da PUC Goiás, onde está localizado o Laboratório de Análises Clínicas (LAC), salas de aula, salas administrativas e laboratórios acadêmicos. Foram utilizados para o cultivo: Ágar Sabouraud Dextrose para isolamento primário e Ágar batata para o microcultivo. Os gêneros fúngicos de maior predomínio foram: Aspergillus, Bipolaris, Curvularia, Fusarium e Penicillium, sendo o Aspergillus o de maior prevalência, apresentando-se em 100% dos ambientes climatizados.

PALAVRAS-CHAVE:
fungos, ar condicionado, qualidade do ar.

SUMMARY

It is recognized that indoor air quality (schools, businesses, homes, hospitals, among others) may be more importante than outdoor air quality, since people spend most of their time in these locations. The population that makes up such environments, contribute considerably to the internal pollution, through transpiration, respiration, as well as the transport of pathological microorganisms. Inadequate cleaning of air filters and ducts promotes the growth of these pathogens, increasing the risk of developing respiratory, infectious and allergic diseases. The present study had as objective to evaluate the air quality emitted by the air conditioners of Block H-area IV of PUC Goiás, where the Laboratory of Clinical Analyzes (LAC), classrooms, administrative rooms and academic laboratories are located. The following cultures were used: Sabouraud Dextrose Agar for primary isolation and Potato Agar for the microculture. The most prevalent fungal genera were: Aspergillus, Bipolaris, Curvularia, Fusarium and Penicillium, with Aspergillus being the most prevalent, occurring in 100% of air-conditioned environments.

Keywords: fungi, air conditioning, air quality.

Contato:
Profa. Débora Lemos Maldi Maia
deboralemosmaia@gmail.com

(Veja esse artigo completo na íntegra na revista LAES&HAES)