Edição 203 - Principais Causas da Infertilidade Masculina

 Inácio, C. R. F.

Frare, A. B.

Moura, K. K. V. O.

 

 

Resumo

Infertilidade pode ser definida pela inabilidade de um casal sexualmente ativo, sem a utilização de métodos contraceptivos, de estabelecer uma gravidez no período de um ano. Dentre as causas possíveis que se levam a infertilidade masculinas são: as alterações dos espermatozoides, alterações obstrutivas, hormonais, genéticas, disfunções sexuais, dentre outras. Com o contínuo aperfeiçoamento dos métodos de diagnóstico e tratamento, a infertilidade masculina tem sido diagnosticada com maior precisão e com isso seu tratamento se torna mais eficaz, tornando os resultados satisfatórios, possibilitando ao homem gerar sua própria prole. Sendo assim, é de suma importância o conhecimento completo sobre os vários exames laboratoriais disponíveis para o diagnóstico da infertilidade masculina e quando cada exame deve ser solicitado. Entretanto, tem sido difícil determinar com precisão sua eficácia.

Palavras-Chave: Infertilidade Masculina, Espermatozoides, Motilidade Espermática, Técnicas Reprodutivas.

 

Summary

Infertility can be defined as the inability of a sexually active, couple who is not using any contraceptive methods to get pregnant within a period of one year. Among the possible causes that lead to male infertility are: spermatozoid alterations, obstructed alterations, hormones, genetics, sexual disfunctions and so on. With continuous improvement of diagnostic methods and treatment, male infertility has been diagnosed with greater precision. Due to this, the treatment has become more efficient,making results more satisfactory and also making it possible for men to have their own children. Thus it is very important to have total knowledge of all possible laboratory exams for male infertility diagnosis and when exams should be requested. However, it has been hard to determine its efficiency with accuracy.

Key Words: Male Infertility, Spermatoids, Sperm Motility, Reproductive Tecniques.

 

Endereço para Correspondência:

Camila Raquel Ferreira Inácio

e-mail: camilaraquelbiol@hotmail.com

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)