Edição 201 - Avaliação dos Índices Hematimétricos Obtidos pelos Contadores Hematológicos Cell-Dyn 3200 e ADVIA 60

Spezia, J.

Henneberg, R.

Nascimento, A. J. do

Kopp, R. L.

Silva, P. H. da

 

Resumo

O presente estudo fez uma comparação entre os índices hematimétricos obtidos pelos contadores hematológicos Cell-Dyn 3200 e ADVIA 60, com a finalidade de avaliar possíveis diferenças nos parâmetros do eritrograma que são utilizados no diagnóstico laboratorial das anemias. Para a determinação dos índices hematimétricos, foram coletadas 380 amostras, sem distinção de idade e sexo. O RDW foi o único parâmetro que apresentou diferença estatística significativa. O VCM e a CHCM mostraram graus distintos de imprecisão, o que demonstra a possibilidade de diferenças importantes entre eles quando analisados em equipamentos distintos. Os resultados apresentados apontam para a necessidade de estudos similares em laboratórios que possuam mais de um analisador hematológico.

Palavras-Chave: Índices Hematimétricos, Eritrograma, Automação em Hematologia.

 

Summary

Two equipments were compared (Cell-Dyn 3200 and ADVIA 60) in this work with relation to eritrogram data, in order to evaluated possible differences on the behavior of some useful data in diagnostic, meanly in anemia. In this work 380 samples were used without distinction either age or sex. The RDW was one parameter that presented different statistics media, however, the VCM and the CHCM presented different degrees of imprecision, what demonstrate the possibility of important differences on these data, when the same sample is analysed in different equipments. The same work should be done in laboratories which have two different kinds of hematologic analyser. For these procedure they should have the knowledge of the methodology used; with these procedure a better interpretation of the data will be possible.

Key Words: Automated Red Cell Parameters, Anemia Diagnosis, Hematologic Analyzers.

 

Endereço para correspondência

Profº Railson Henneberg

e-mails: railson@ufpr.br

railsonhen@yahoo.com.br

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)