Edição 196- Implementação de uma Nova Metodologia para Detecção de Painel de Vírus Respiratórios por meio de RT-PCR Microarray: CLART® Pneumovir

Niewiadonski, V. D. T.

Scarpelli, L. C.

Alfieri, A. 

Gaburo Jr. N.

 

Resumo

A infecção por vírus respiratórios é uma das causas principais de doenças respiratórias infantis e, tradicionalmente, é diagnosticada por meio de Imunofluorescência Direta (IFD) e cultura de células. Entretanto, essas técnicas são capazes de detectar apenas uma quantidade restrita de patógenos e não contemplam os vírus respiratórios emergentes. Para atender a essa demanda, os painéis de vírus respiratórios analisados com técnicas de biologia molecular são capazes de detectar vírus emergentes e tradicionais, com maior sensibilidade. Quinze amostras de secreção nasotraqueal foram coletadas de crianças com até 2 anos de idade e testadas utilizando o ensaio CLART® Pneumovir, técnica que detecta simultaneamente 18 tipos de vírus respiratórios. Os resultados obtidos foram comparados com a IFD e mostraram 93,3% de resultados positivos no CLART® Pneumovir contra 26,6% de positividade na IFD. Houve concordância entre as duas metodologias em 86,6% das amostras testadas. A análise das frequências dos vírus detectados no CLART® Pneumovir mostrou: Rhinovirus (40%), Bocavirus (33,3%) e RSV A (26%). Já a presença de infecções múltiplas usando CLART® Pneumovir foi observada em 53,3% das amostras testadas. O teste CLART® Pneumovir mostrou maior positividade para detecção dos vírus respiratórios nas amostras analisadas que os métodos tradicionais.

Palavras-Chave: Vírus Respiratórios, Doenças Respiratórias Infantis, Biologia Molecular.

 

Summary

The Respiratory virus infection is one of the most important causes of childhood respiratory diseases and is traditionally diagnosed by direct immunofluorescence (DIF) and cell culture. However, these techniques can detect only a restricted amount of pathogens and does not include emerging respiratory viruses. To attend this demand, panels of respiratory virus analyzed with molecular biology techniques, are capable to detect emerging and traditional viruses, with increased sensitivity. Fifteen samples of nasotracheal secretions were collected from children up to 2 years of age and tested using the CLART® Pneumovir, technique that simultaneously detects 18 different respiratory viruses. The results were compared with DIF and showed 93.3% positive results in CLART® Pneumovir against 26.6% in DIF. There was agreement between two methods in 86.6% of samples tested. The frequency analysis of the viruses detected in Clart® Pneumovir showed: Rhinovirus (40%), Bocavirus (33.3%) and RSV A (26%). The presence of multiple infections using CLART® Pneumovir was observed in 53.3% of samples tested. CLART® Pneumovir test showed higher positivity than the traditional method for detecting respiratory viruses in the analyzed samples.

Key Words: Respiratory Virus, Pediatric Respiratory Diseases, Molecular Biology.

 

Endereço para correspondência:

Vivian Dionisio Tavares Niewiadonski

e-mail: vivian.niewiadonski@dasa.com.br

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)