Edição 196- Diagnóstico Etiológico das Infecções por Vírus Respiratórios

Granato, C.

Mitne-Neto, M.

Lázari, C.

Neves, M.

 

 

Resumo

As doenças respiratórias agudas constituem as principais causas de consulta e internação hospitalar mundialmente. A etiologia viral é atribuída a 80% dessas infecções, sendo influenza A e B, rinovírus, parainfluenza 1 a 4, vírus sincicial respiratório e adenovírus os agentes mais frequentes. É importante estabelecer o diagnóstico etiológico em muitas situações, principalmente naqueles casos com maior chance de complicação, pois para alguns desses vírus existe terapia específica eficaz. Já estão comercialmente disponíveis tecnologias moleculares para o diagnóstico simultâneo de múltiplos vírus em amostras de secreção respiratória, com sensibilidade superior à detecção por Imunofluorescência Direta (ID). Dentre elas, destaca-se a hibridização de ácidos nucléicos por array. A técnica, além de exibir maior sensibilidade que a ID, é capaz de identificar vírus não contemplados nos painéis antigênicos, o que lhe confere maior poder diagnóstico. O emprego dessas ferramentas pode ajudar a diminuir a prescrição desnecessária de antibióticos e a implementar tratamentos antivirais eficazes, além de contribuir para a prevenção da transmissão dos vírus respiratórios.

Palavras-Chave: Vírus Respiratórios, PCR, Hibridização de Ácidos Nucléicos.

 

Summary

Acute respiratory infections are the leading cause of outpatient visits and hospitalizations all over the world. Viral infections can be responsible for up to 80% of cases, with influenza A and B, rhinovirus, parainfluenza 1 to 4, respiratory syncytial virus and adenovirus as the most common agents. It is important to define the etiology in many situations, especially in patients at risk for severe complications, since there is effective therapy for some of these viruses. Molecular techniques are available for concurrent diagnosis of several viruses in airways secretion specimens. The sensitivity of these tests is higher than that of direct immunofluorescence and, among them, array-based nucleic acid hybridization deserves further consideration. This technique can identify some viruses that are not detectable by the antigenic panels, which turns it into a powerful diagnostic tool. Using these novel molecular tools may improve the adequate prescription of antibiotics and antiviral medications and contribute to prevent respiratory virus transmission.

Key Words: Respiratory Viruses, PCR, Nucleic Acids Hibridization.

 

Endereço para correspondência:

Dr. Celso Granato

Av. General Valdomiro de Lima, 508 - Jabaquara

04344-903 - São Paulo/SP

e-mail: celso.granato@grupofleury.com.br

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)