Edição 238 - Controle de qualidade em laboratórios de análises clínicas: ferramenta indispensável para confiabilidade dos resultados

Seabra, Luisa Ferreira
Lana, Luan Freitas
Araújo, Max Roberto Batista

RESUMO


O controle interno e externo de qualidade em laboratórios de análises clínicas possibilita a detecção de possíveis erros analíticos e gera dados para elaboração e execução de ações corretivas e preventivas que visam melhorar o desempenho da realização dos exames de cada setor e de seus resultados. Os laboratórios de medicina diagnóstica auxiliam nas decisões de um clínico perante seu paciente e por essa razão médicos e pacientes necessitam ter confiança nos laudos que são emitidos pelo laboratório, pois um resultado errôneo prejudica a conclusão do diagnóstico de uma enfermidade e a indicação correta do tratamento. Neste estudo de revisão bibliográfica, objetivou-se em enfatizar a importância da implantação de um controle interno eficiente utilizado pelos laboratórios como uma ferramenta para averiguação de falhas, visando monitorar potenciais fontes de erro para assegurar a fidedignidade e integridade dos resultados. Conclui- se que o controle interno da qualidade é um procedimento, realizado antes das análises das amostras de pacientes, para avaliar se o sistema analítico está operando dentro dos limites de tolerância já pré-definidos e que sua realização de forma eficaz é uma garantia para que ocorra o correto diagnóstico e orientação de conduta a ser tomada.

PALAVRAS-CHAVE: controle de qualidade, indicadores, laboratórios, técnicas de laboratório clínico.

SUMMARY


The internal and external quality control in clinical analysis laboratories allows the detection of possible analytical errors and generates data for the elaboration and execution of corrective and preventive actions that aim to improve the performance of the exams of each sector and its results. Diagnostic medicine laboratories assist in the decisions of a clinician towards their patient and for this reason doctors and patients need to have confidence in the reports that are issued by the laboratory, since an erroneous result impairs the conclusion of the diagnosis of an illness andthe correct indication of the treatment. This bibliographic review study aimed to emphasize the importance of the implementation of an efficient internal control used by the laboratories as a tool to investigate failures, in order to monitor potential sources of error to ensure the reliability and integrity of the results. It is concluded that the internal quality control is a procedure, carried out before the analysis of the patient samples, to evaluate if the analytical system is operating within the predefined limits of tolerance and that its performance in an effective way is a guarantee for that the correct diagnosis and guidance of conduct to be taken.

Key words: quality control, indicators, laboratories, clinical laboratory techniques.

Contato:
Max Roberto Batista Araújo
e-mail: max_barau@hotmail.com

(Veja esse artigo completo na íntegra na revista LAES&HAES)