ABIMED anuncia vencedores do 2º Prêmio de Inovação Transformacional





Legenda da foto, da esquerda para a direita: Marcelo Moraes, da Treinei; Carlos Goulart, presidente executivo da ABIMED;
Renato Rocha, da Dräger e Fabrício Campolina, presidente do Conselho de Administração da ABIMED

 

A ABIMED-Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde anunciou, em 07 de dezembro, os vencedores do 2º Prêmio ABIMED de Inovação Transformacional. Foram premiadas duas empresas que se destacaram nas categorias “Melhoria do Padrão de Cuidado Medico” e “Ampliação do Acesso da População à Saúde”.

 

O ganhador na categoria “Melhoria do Padrão de Cuidado Medico” foi o projeto PulmoVista 500: Tornando a Ventilação Pulmonar Visível, apresentado pela empresa Dräger, representada no evento pelo National Executive Director, Renato Rocha. O PulmoVista 500 é um tomógrafo que pode ser utilizado à beira do leito de pacientes com complicações pulmonares graves e restrição de deslocamento.

 

O equipamento inova ao evitar a movimentação do doente e oferecer imagens em tempo real que possibilitam aos médicos avaliar os resultados das terapias em todas as regiões do pulmão. O recurso disponível até então era uma avaliação numérica e gráfica da ventilação pulmonar, menos precisa.

 

Com as imagens, os médicos podem ministrar um tratamento mais personalizado e assertivo, reduzindo o tempo de internação e o risco de complicações para o paciente. Por evitar deslocamentos, impacta menos na rotina hospitalar e ainda reduz custos para o sistema de saúde ao abreviar o tempo de hospitalização.

 

Na categoria “Ampliação do Acesso da População à Saúde” o vencedor foi o projeto Fisioterapia Digital, da empresa Treinei, que desenvolveu um sistema digital de fisioterapia, no qual os exercícios são executados à distância pelo paciente por meio de vídeos em um aplicativo de celular. O prêmio foi recebido por Marcelo Moraes, CEO e fundador da empresa.

 

A plataforma é utilizada como complemento à fisioterapia tradicional. Também pode ser empregada em procedimentos pré e pós-cirúrgicos. Além de prescrever os exercícios, o fisioterapeuta envia lembretes e orientações ao paciente e o acompanha por meio de um painel de controle com indicadores como nível de dor, frequência de atividades e percepção de melhoria. O sistema reduz o tempo de recuperação e permite um acompanhamento mais próximo do paciente pelo fisioterapeuta.  Por ser digital, elimina barreiras geográficas e custos e pode ser utilizado à distância, reduzindo filas de espera em hospitais e clínicas.

 

“O Prêmio revela que existem no país empreendedores seriamente comprometidos com a inovação e em buscar soluções que sejam de fácil acesso à população e, ao mesmo tempo, economicamente sustentáveis, promovendo ganhos para os pacientes e para o sistema de saúde do país”, afirma Carlos Goulart, presidente executivo da ABIMED.

 

A premiação ocorreu durante a quarta edição do “Líderes da Saúde”, promovido pelo Grupo Mídia. Os ganhadores foram escolhidos por uma Comissão Julgadora formada por: Dirceu Barbano, ex-diretor presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária); Giovanni Guido Cerri, presidente do Conselho Diretor do Instituto de Radiologia do HCFM/USP e ex-Secretário de Estado da Saúde de São Paulo, e Gonzalo Vecina Neto, Professor da Faculdade de Saúde Pública da USP.

 

Os vencedores receberam um troféu e um selo de reconhecimento de vencedor do 2º Prêmio ABIMED de Inovação Transformacional, que poderá ser inserido em materiais impressos e na web. Os trabalhos ganhadores também serão divulgados nos sites www.abimed.org.br e www.saudeonline.net e na Revista Healthcare Management.

 

Fonte: Duplo Z Inteligência de Comunicação.