Edição 186 - O Sistema ABO e suas Particularidades

 

Cozac, A. P. C. N. da C.
 
 
Resumo
O sistema ABO foi descoberto em 1901 por Landsteiner, sendo considerado, do ponto de vista transfusional, o grupo sanguíneo de maior importância clínica, visto que uma transfusão incompatível pode levar a óbito. Mutações, mais frequentemente encontradas nos exons 6 e 7 do gene ABO, são as responsáveis pela codificação da maioria dos seus alelos. Este sistema é o único em que a fenotipagem consiste da prova direta e da prova reversa, sendo ambas obrigatórias e devem, necessariamente, ser concordantes. A expressão dos antígenos A e B pode se encontrar alterada em situações específicas como nas leucemias e outras neoplasias. Redução da expressão antigênica, diminuição de isoaglutininas, quimeras, sejam elas naturais ou artificiais, assim como a presença de subgrupos são causas comuns de discrepâncias ABO, podendo levar a erros de tipagem. Falhas no diagnóstico dos subgrupos podem ter implicações clínicas importantes, a exemplo dos casos de síndrome do linfócito passageiro nos transplantes ABO compatíveis (por exemplo, doador A2 e receptor A). Várias metodologias encontram-se disponíveis para tipagem ABO como tubo, microplaca e gel. Apesar dos grandes avanços metodológicos, a expertise técnica ainda assume importante papel no diagnóstico das discrepâncias ABO as quais podem apresentar implicações clínicas importantes, especialmente nos casos de transplantes de células progenitoras hematopoéticas e de órgãos sólidos.
 
Palavras-Chave: ABO, Tipagem Sanguínea, Fenotipagem, Discrepância ABO, Subgrupo ABO, Quimera, Transplante.
 
Summary
The ABO system was discovered in 1901 by Landsteiner. It is considered the most important blood group in transfusion medicine since an incompatible transfusion can lead to death. Mutations, most frequently found in exons 6 and 7 of ABO gene, are responsible for encoding the majority of the ABO alleles. This system is distinguished from the others because it consists of forward and reverse typing, both of which are mandatory and must necessarily be in agreement. The expression of antigens A and B can be altered in specific situations such as in leukemia and other cancers. Reduction of antigen expression, decreased isoagglutinins titers, natural and artificial chimeras, as well as the presence of subgroups are common causes of ABO discrepancies and can lead to errors in typing. Misdiagnosis of the subgroups may have important clinical implications, like passenger lymphocyte syndrome in ABO compatible transplant (e.g., donor A2 and receptor A). Several methods are available for ABO typing like tube (conventional test), microplate and geltest. Despite significant methodological advances, technical expertise still plays an important role in the diagnosis of ABO discrepancies which may have important clinical implications, especially in cases of stem cell and solid organ transplantations.
 
Key Words: ABO, Blood typing, Phenotyping, Typing Discrepancies, ABO Subgroups, Chimerism, Transplantation.
 
Contato:
Dra. Ana Paula Costa Nunes da Cunha Cozac
Grupo Fleury – Hematologia
Av. General Valdomiro de Lima, 508 - Jabaquara
04344-903 - São Paulo/SP
Tel.: (11) 5014.7200
 
(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)