Edição 236 - Otimização do fluxo de pacientes na unidade de pronto atendimento para casos de infecções de vias aéreas superiores

Oliveira, Ana Lúcia S.
Herculano, Andréa
Oliveira, Camila
Lopes, Daniele

Valente, Fábio L.
Pinto, Joelma L.
Silva, Juliana de

RESUMO

As infecções das vias aéreas superiores (IVAS) são comumente evidenciadas na prática diária, e diferenciar um quadro viral de um bacteriano é condição primordial para um tratamento satisfatório. A utilização frequente de antibióticos e a facilidade de disseminação dos agentes bacterianos que causam IVAS, predispõem o surgimento de resistência aos antimicrobianos, dependendo do microrganismo e do antibiótico utilizado. Há uma maior ocorrência de doenças respiratórias em crianças devido a alterações climáticas, observando- se evidente crescimento no número de atendimentos pediátricos nos meses de clima mais frio. Ações esperadas para impactar na duração do atendimento incluem implantação de sistemas de triagem, criação de unidades ou portas de entrada para atendimento exclusivo de pacientes de urgência e emergência (UPAS), implantação de sistemas de alerta de pico durante superlotação e inovação/tecnologia com equipamentos que melhorem a efetividade do atendimento. O presente estudo tem como objetivo verificar o impacto na redução no tempo de atendimento de IVAS, utilizando o teste laboratorial remoto (analisador Hemo- Cue® WBC DIFF). Trata-se de uma pesquisa descritiva e analítica com abordagem quantitativa que avaliou o intervalo de tempo durante o atendimento de 25 pacientes na UPA do município de Teresópolis. Observou-se que a média de tempo para o resultado em horas dos resultados com análises realizadas no laboratório foi superior ao tempo necessário na utilização do TLR.

PALAVRAS CHAVES: Unidade de Pronto Atendimento, Infecção de Vias Aéreas Superiores, Tempo, Teste Laboratorial Remoto.

SUMMARY


Upper airway infections (UTIs) are commonly evident in daily practice, and differentiating a viral picture from a bacterial is a prime condition for satisfactory treatment. Frequent use of antibiotics and the ease of dissemination of bacterial agents that cause airway infections predispose the emergence of antimicrobial resistance depending on the microorganism and the antibiotic used. There is a greater occurrence of respiratory diseases in children due to temperature changes, observing a clear increase in the number of pediatric visits in the beginning of the months of colder weather. Actions expected to impact this time indicator include the deployment of screening systems, the creation of units or gateways for emergency and urgente care (UPAS), the implementation of peak warning systems during overcrowding, and innovation / technology with equipment that improves the effectiveness of care. This is a descriptive and analytical research with a quantitative approach. The study was carried out in the UPA of the city of Teresópolis-RJ, Brazil. The UPA works 24 hours and serves the entire population of the municipality. The overcrowding of the unit and the prescription of antibiotics empirically burdened the budget of the unit. Thus, with the implementation of the TLR analyzer in the ACCR sector to attend the IVAS would benefit not only UPA users, but also their management.

KEY WORDS: Early Care Unit, Upper Airway Infection, Time, Remote Laboratory Test

Contato:
priscila.isepem@gmail.com
Tel.: (21) 99391.3559

(Veja esse artigo completo na íntegra na revista LAES&HAES)