Edição 204 - Perfil de Resistência da Escherichia coli aos Antimicrobianos nas Infecções do Trato Urinário

Pereira, E. S.

Santos, L. A. S.

Fontana, E. A.

Rezende, C.

 

Resumo

A infecção do trato urinário é uma das mais frequentes infecções bacterianas, prevalecendo o sexo feminino devido à sua anatomia, podendo comprometer tanto o trato urinário inferior quanto o superior, sendo a Escherichia coli o patógeno mais frequente. Para as culturas analisadas, 239 (35,5%) apresentou positividade, sendo a Escherichia coli o principal uropatógeno isolado, no qual apresentou 119 culturas positivas equivalentes a 49,7% das culturas analisadas, no período de agosto de 2011 a julho de 2012. Analisando os resultados dos antibiogramas das culturas positivas para Escherichia coli, foi possível observar os níveis de suscetibilidade e resistência dessas cepas referente aos antimicrobianos, no qual apresentou maior resistência ao Sulfazotrin (73,86%), Penicilina G (46,59%), Oxacilina (36,36%) e Bacitracina (44,31%). O uso indiscriminado de antimicrobianos é prejudicial, gerando grandes dificuldades no controle das infecções do trato urinário, sendo preciso serem feitos testes que identifiquem a resistência microbiana para uma adequada escolha dos medicamentos utilizados para o tratamento.

Palavras-Chave: Infecção Urinária, Escherichia coli, Antimicrobianos, Resistência Bacteriana.

 

Summary

A urinary tract infection is the most frequent bacterial infections, prevailing females because of their anatomy, and can compromise both the lower and the upper urinary tract, Escherichia coli is the most frequent pathogen. For crops analyzed 239 (35.5%) were positive, with the main Escherichia coli isolated uropathogen, which showed 119 positive cultures equivalent to 49.7% of the cultures analyzed in the period August 2011 to July 2012. Analyzing the results of antibiograms of cultures positive for Escherichia coli was possible to observe the levels of susceptibility and resistance to antimicrobials regarding these strains, which showed greater resistance Sulfazotrin (73.86%), Penicillin G (46.59%), Oxacillin (36.36%) and Bacitracin (44.31%). The indiscriminate use of antibiotics is detrimental generating great difficulties in controlling urinary tract infections, and testing needs to be done to identify microbial resistance for an adequate choice of medications used for treatment.

Key Words: Urinary Tract Infection, Escherichia coli, Antimicrobial, Resistance Bacterial.

 

Endereço para correspondência

Profª Cátia Rezende

e-mail: catia_rezende@terra.com.br

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)