Edição 191 - Diagnósticos Diferenciais em Leucemias Agudas

 

Merisio, P. R.

Colturato, P. L.

Gonçalves, S.

Luz, M. M. da.

Haas, P.

 

Resumo

As Leucemias Agudas (LA) caracterizam-se pela expansão clonal de células malignas que se acumulam e suprimem a atividade hematopoiética normal na medula óssea, com perda da maturação e diferenciação. Apresenta células muito imaturas e com evolução rapidamente fatal em pacientes não tratados. O diagnóstico diferencial das leucemias agudas é essencial para a melhor escolha da intervenção terapêutica e melhorar a sobrevida dos pacientes. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão bibliográfica dos métodos diferenciais de diagnóstico aplicados em leucemias agudas. Os métodos diagnósticos para identificação das leucemias agudas e a classificação dos subtipos são baseados em critérios morfológicos, citoquímicos e de imunofenotipagem, em conjunto com a citogenética. As colorações citoquímicas usadas no diagnóstico e na classificação das leucemias podem ser utilizadas tanto à medula óssea quanto ao sangue periférico, auxiliando na confirmação da origem da leucemia. Apesar da evolução da imunofenotipagem, as reações citoquímicas ainda são importantes no diagnóstico das leucemias agudas. Com a imunofenotipagem, foi possível detectar com alta precisão, além da linhagem celular, o nível de diferenciação em que se encontra o processo leucêmico. A citogenética e os estudos moleculares frequentemente detectam anormalidades no clone leucêmico, podendo direcionar o diagnóstico e o prognóstico.

 

Palavras-Chave: Leucemias, Diagnóstico Laboratorial, Hematologia.

 

Summary

The acute leukemia is characterized by the clonal expansion of malignant cells that accumulate and suppress the normal hematopoietic activity of the bone marrow, with lost of the maturation and differentiation. It presents very immature cells and with quickly fatal evolution in not-treat patients. The distinguishing diagnosis of the acute leukemia is essential for the best choice of the therapeutical intervention and to improve the outlive of the patients. The objective of this work was to to perform a bibliographic review disthinguishing methods of diagnoses applied in leukemias. The diagnostic methods for identification of the acute leukemia and the classification of the subtypes are based on morphologic criteria, cytochemistry and of, immunophenotype increased of cytogenetic. The cytochemistry colorations used in the diagnosis and the classification of the leukemias can be applied as to the bone marrow as to the peripheral blood, assisting in the confirmation of the of the leukemia origin. Despite the progress of the immunophenotype, the cytochemistry reactions still are useful in the diagnosis of the acute leukemias. With the immunophenotype it was possible to detect with sufficient precision, there of the cellular ancestry, the differentiation level of the process leukemic. The cytogenetics and studies molecular frequently detect abnormalitys inside of clone leukemic, being able to suggest the diagnosis and the prognostic.

Key Words: Acute Leukemia, Laboratory Diagnosis, Hematology.

 

Endereço para correspondência

Profª Patrícia Haas

e-mail: patricia.haas@reitoria.ufsc.br

 

(Veja esse artigo na íntegra na revista LAES&HAES)